Edit-a-thon das Minas: por mais mulheres na Wikipédia

No último dia 26 de abril, aconteceu em São Paulo o “Edit-a-thon das Minas”, uma maratona de edição das páginas na Wikipédia de grandes mulheres. Por volta de 30 pessoas participaram do evento, que ocorreu no espaço Lab89 e teve 8 horas de duração.

O encontro tinha dois objetivos: promover a ferramenta Wikipédia entre mulheres e aumentar o conteúdo disponível sobre mulheres incríveis. Isso quem nos conta é Luciana Galastri, em seu detalhado relato para a Revista Galileu. De acordo com ela, por haver muito mais editores que editoras na Wikipédia, certos assuntos são privilegiados em detrimento de outros.

Edithaton 2

Maratonas como essa são ótimas formas de se reunir comunidades de interesse. Organizar o Edit-a-thon das Minas parece ter sido um esforço compartilhado, agradável e de baixo custo. A disposição dos participantes e o sorriso das organizadoras são evidências disso: havia espírito colaborativo dentro e fora da Wikipédia.

Destaco a participação de algumas redes e entidades durante o evento. Afinal, militantes dos dados abertos, do software livre, da mídia independente e da cultura popular construíram juntos este encontro. A Internet conecta pautas distintas e, com isso, ser ativista é cada vez mais militar transversalmente por ideais que se completam.

Integrações

Edit - Olga

Think Olga: rede virtual organizadora do Edit-a-thon das Minas. Segundo sua auto-descrição, “um think tank dedicado a elevar o nível da discussão sobre feminilidade nos dias de hoje”. Também partiu da Olga a campanha e o mapa colaborativo Chega de Fiu Fiu, contra o assédio sexual a mulheres em espaços públicos.

Edit - Wikimedia

Wikimedia: o Programa Catalisador do Brasil e sobretudo a comunidade Wikimedia e seus voluntários também apoiaram o evento. Promoveram um workshop de edição no início e auxiliaram os novos editores durante o restante do dia. A Wikimedia é uma entidade filantrópica, sem fins lucrativos, de incentivo a produção, desenvolvimento e distribuição de conteúdo livre, que opera projetos colaborativos, tais como a própria Wikipedia.

Edit - Cinese

Cinese: plataforma de crowdlearning que promoveu o Edit-a-thon das Minas, criada por quem acredita “em um aprendizado livre, coletivo e acessível”. Tem por objetivo facilitar “encontros entre pessoas cheias de vontade de dividir seus conhecimentos, habilidades e experiências”, o que já realizou mais de 400 vezes.

Edit - Lab89

Lab89: espaço onde o evento ocorreu, gerido por uma rede descentralizada e não-hierárquica. Qualquer pessoa pode entrar a qualquer hora no local, fazer uma cópia da chave e utilizá-lo em suas próprias atividades. Seu financiamento é colaborativo, espontâneo e pode ser feito tanto presencialmente ou via BitCoins.

Edit - Tvt

TVT: rede de televisão aberta que produziu uma reportagem sobre o evento. Sua transmissão é online ou pelo canal 46 UHF. É a primeira emissora de televisão outorgada a um sindicato de trabalhadores, o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Opera desde 2010 e luta por maior espaço nas frequências abertas.

Editathon 4

Sempre que grupos virtuais se encontram presencialmente, a motivação de seus participantes aumenta. O contato inter-pessoal é chave para gerar estímulos e faiscar novas ideias. Destaco que o Edit-a-thon das Minas foi um marco importante na associação dos feminismos com o conhecimento livre e colaborativo no Brasil. Que seja o primeiro de muitos!

Na verdade, este não foi o primeiro edit-a-thon dedicado  ao tema. Em 2 de março de 2013, uma série de atividades dedicadas a melhorar verbetes da Wikipédia sobre mulheres foram desenvolvidas. O evento ocorreu em São Paulo em comemoração antecipada do Dia Internacional da Mulher, onde um dos organizadores foi o Tom, aqui da Open Knowledge Brasil.

As fotografias utilizadas neste post são de autoria de Marília Moschkovich, socióloga, feminista e blogueira. A licença de distribuição deste material é CC-BY-SA.

2 thoughts on “Edit-a-thon das Minas: por mais mulheres na Wikipédia”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *