Ajude-nos a descobrir qual é a situação dos dados abertos no Brasil e no mundo

Em 2012, a Open Knowledge lançou o Índice Global de Dados Abertos (Global Open Data Index) para ajudar a identificar o estado dos dados abertos ao redor do mundo. Estamos agora coletando informações para a edição de 2014 e gostaríamos de contar com sua ajuda no Brasil, unindo-se a esse esforço global. Cada um de vocês pode fazer a diferença em tornar os governos responsáveis pelos seus compromissos com os dados abertos e criar uma jeito fácil para se analisar o estado dos dados abertos ao redor do mundo através de tecnologias cívicas. Algumas pessoas já adicionaram detalhes sobre a situação dos dados abertos na Argentina, Colômbia e Chile. É possível se acompanhar o andamento desse trabalho colaborativo no nosso rastreador de mudanças.

(Photo by Marieke Guy, cc by license (cropped))

(Foto de Marieke Guy, sob uma licença CC-BY)

Atualmente, o Brasil encontra-se no 24º lugar no índice e, até o momento, não foram inseridas novas informações sobre o país no levantamento de 2014. Vamos contribuir com a construção do Índice Global de Dados Abertos e descobrir se houve avanços nos últimos anos para cobrar nossos governantes e fazer com que cumpram seus compromissos em dados abertos.

Como contribuir

A principal maneira de contribuir é se tornando um Colaborador e inserindo informações sobre a situação dos dados abertos em seu país na nossa Enquete Sobre Dados Abertos. Veja um breve guia de como se tornar um Colaborador aqui (em inglês). Mas há também outras formas de ajudar:

  • Tornando-se um Mentor: com isso, você apoiará o Índice de diferentes formas: desde buscando novos colaboradores e os orientando, até promovendo a iniciativa em sua comunidade; as atividades podem incluir horas de tutoria online, divulgação do índice entre organizações da sociedade civil, escrever em blogs e redes sociais, etc. Para se tornar um Mentor, preencha este formulário (em inglês).
  • Tornando-se um Revisor: revisores são pessoas selecionadas especialmente para revisar as contribuições e checar se as informações são precisas e atualizadas, são os responsáveis por garantir a alta qualidade do Índice. Para se tornar um Revisor, preencha este formulário (em inglês).

Também estamos promovendo uma série de atividades junto às comunidades para ajudá-las a aprender sobre o tema e se conectarem entre si. O próximo encontro online acontece na segunda, 13 de outubro, às 6h, com o tema “Ajude-nos a construir o Índice Global de Dados Abertos”. No evento, compartilharemos boas práticas para a busca e inclusão de novos conteúdos no índice e responderemos suas perguntas sobre como utilizá-lo. A transmissão será gravada e disponibilizada para quem não puder participar.

Tradução

Se você conhece outras línguas, também pode colaborar com índice traduzindo os conteúdos para a sua língua materna. Temos algumas pessoas fazendo a tradução para o espanhol. Outras línguas prioritárias são: árabe, português, francês e swahili. Aqui estão algumas formas de se colaborar com a traducão (os materiais encontram-se em inglês):

Lista de emails e Twitter

A lista de emails do Índice Global de Dados Abertos é o principal canal de comunicação para quem tiver perguntas ou quiser entrar em contato conosco. Também é possível acompanhar os avanços e atividades do índice pelo Twitter em #openindex2014. Qualquer dúvida ou problema, escreva para contato@okfn.org.br.

Por que um Índice Global de Dados Abertos?

Nos últimos anos pudemos observar uma explosão de atividades relacionadas aos dados abertos e principalmente ao governo aberto. Inspiradas em iniciativas como data.gov e data.gov.uk, diversos órgãos locais, regionais e nacionais criaram seus portais de dados abertos e planos de governos aberto. No entanto, colocar algumas tabelas online em licenças livres não é suficiente. Atingir o governo aberto depende da disponibilização de bases de dados chave de forma correta. Além disso, com a proloferação de páginas e portais, se tornou mais difícil identificar o que está acontecendo: quais países ou cidades estão realmente liberando seus dados abertos da forma correta e quais não? Que países estão liberando dados relevantes? Quais estão liberando dados de forma correta e num período razoável?

O Índice Global de Dados Abertos foi criado para responder a essas perguntas, oferecendo um guia atualizado e confiável sobre o estado dos dados abertos para o poder público, pesquisadores, jornalistas, ativistas e cidadãos – trata-se da primeira iniciativa desse tipo. O índice é atualizado regularmente e oferece a visualização mais abrangente disponível sobre o estado global dos dados abertos. O Índice Global de Dados Abertos e sustenta em uma detalhada enquete anual do estado dos dados abertos realizada pela Open Knowledge em colaboração com especialistas de dados abertos e comunidades ao redor do mundo.

One thought on “Ajude-nos a descobrir qual é a situação dos dados abertos no Brasil e no mundo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *