Bolsas em São Paulo para agentes para um governo aberto

Ontem ocorreu na cidade de São Paulo o lançamento de um edital que dará bolsas para agentes para um governo aberto. As bolsas terão três categorias, 1. Transparência e Dados Abertos, 2. Mapeamento Colaborativo e Gestão Participativa e 3. Tecnologia Aberta e Colaborativa. As inscrições começaram ontem, 7 de julho, e vão até o dia 6 de agosto através do site http://spcultura.prefeitura.sp.gov.br/

Vemos com essa iniciativa uma grande oportunidade para a nossa rede na cidade de São Paulo, principalmente na categoria Transparêcia e Dados Abertos. Coordenadores de projetos da OKBR poderão auxiliar pessoas interessadas em  submeterem propostas que apoiem nosso trabalho, basta entrar em contato através do e-mail contato@okfn.org.br.

Edital Governo Aberto

Lançamento do edital de bolsas para agentes para um governo aberto, no Centro Cultural São Paulo.

No lançamento do edital, um importante ponto foi levantado pelo público: a continuidade e sustentabilidade dos projetos que serão propostos, já que as bolsas têm uma duração de 6 meses. Sugerimos a formarmos uma comissão (desde já) para ajudar a identificar os melhores projetos e criarem um edital (com valores realísticos) para a continuidade dos melhores projetos. Essa comissão seria composta por líderes na área de governo aberto (acadêmicos e organizações da sociedade civil).

Houve também a manifestação de um servidor público da plateia sobre o fato de muitos deles estarem excluídos desse tipo de bolsa, pois trata-se de um edital do governo. Vemos com isso a importância desse tipo de atividade poder ter como realizadora uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos, o que fica também para reflexão para a proposta de um edital de continuidade dos projetos selecionados por essa comissão.

Talvez a sociedade civil organizada será um dos principais agentes para reduzirmos o abismo exposto entre a sociedade e o Estado, evidenciado após os protestos de 2013 no Brasil. E para nossa reflexão, como nossa sociedade encara um Estado de bem-estar social e o que fazemos para atingí-lo? Será que não temos ainda uma visão muito clientelista diante do Estado?

A Open Knowledge Brasil gostaria de registrar seu elogio por essa iniciativa da cidade de São Paulo e que ela possa inspirar outros locais do país a diminuir a distância entre o governo e a sociedade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *