A importância da Open Knowledge no Brasil

Recentemente o diretor executivo e fundador da Open Knowledge Brasil fez o seguinte desafio, um prêmio para o melhor vídeo que respondesse a seguinte pergunta: por que você acha importante uma organização como a Open Knowledge Brasil? Qual sua principal motivação para participar dela?

Thiago Avila

Thiago Avila, superintentende da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Econômico de Alagoas (SEPLANDE/AL) e

Thiago Avila, pesquisador do Núcleo de Excelência em Tecnologias Sociais (NEES), Superintendente de Produção da Informação e do Conhecimento da Secretaria de Estado do Planejamento e Gestão/AL e colaborador da Open Knowledge Brasil, aceitou o desafio e fez um vídeo respondendo essa pergunta. Thiago receberá o prêmio quando vier para São Paulo, um vídeo-game Wii. O time de Alagoas já tinha contado um pouco sobre sua experiência em implementar uma instância do CKAN, Implementação do CKAN em Alagoas traz novas possibilidades e usuários para o portal de dados de abertos.

Veja abaixo o vídeo e artigo escrito pelo Thiago Avila.

Por que você acha importante uma organização como a Open Knowledge Brasil?

A Open Knowledge Brasil é uma organização de grande importância, pois o momento presente e futuro da nossa sociedade será cada vez mais definida pelo acesso à informação e ao conhecimento que dispomos, e a OKBR se posiciona com um conceito fundamental, que o conhecimento deve ser LIVRE, estando disponível ao alcance de todos.

Apesar dos avanços recentes, a explosão das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) criou uma situação que o volume de informações produzidas aumentou exponencialmente, mas estão armazenadas, em sua maioria em locais fechados, ora nos bancos de dados governamentais, ora nas empresas e nas grandes corporações da Internet como Google e Facebook, ora nos milhares de laboratórios de pesquisa e bibliotecas nas universidades e faculdades. Para agravar, pouco se discute que a informação deve ser livre por padrão, como bem diz o Artigo XIX da Declaração Universal de Direitos Humanos. Se a OKBR e outras organizações que lutam pelo direito ao acesso à informação não existissem, teríamos esta voz ativa em defesa do conhecimento livre? Os cidadãos ficariam reféns dos feudos de poder nos governos, empresas e academia?

Conhecimento livre proporciona liberdade, educação e desenvolvimento. Movimenta a economia e provê acesso aos direitos humanos e sociais. Eu acredito nisto e valorizo e defendo a atuação ampla da Open Knowledge em todo o mundo, especialmente no Brasil.

Moro em Alagoas, um dos estados mais pobres do Brasil, onde 70% do PIB é concentrado em 10 cidades. Um terço da população está presente na capital, que ainda carrega os piores indicadores de desenvolvimento humano, mas que por outro lado, tem a melhor oferta hídrica da região, grandes nomes na literatura, esportes, cultura, medicina e na política. Um estado lindo por natureza, conhecido como o “caribe” brasileiro e que tem um povo sofrido, mas hospitaleiro e com vontade de transformar a sua terra.

Acredito que a inserção de Alagoas na sociedade da informação e do conhecimento proporcionará um salto quântico no desenvolvimento desta terra. Atuamos fortemente nesta direção aqui em Alagoas e todos que por aqui acreditam nisto, defendem e valorizam a Open Knowledge Brasil como um grande parceiro.


Thiago Avila é pesquisador em Governo Aberto, Dados Abertos, Dados Conectados e Web Semântica pelo Núcleo de Excelência em Tecnologias Sociais (NEES) do Instituto de Computação da Universidade Federal de Alagoas e e Superintendente de Produção da Informação e do Conhecimento da Secretaria de Estado do Planejamento e Gestão/AL..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *