Você quer construir o Índice de Dados Abertos da sua cidade?

Foto vista panorâmica da cidade de Itabira, Minas Gerais. Casas e prédios pequenos e, ao fundo, um morro.

Vista panorâmica da cidade de Itabira, Minas Gerais. Foto: Pixabay / ckirner / Creative Commons CC0

Nos meses de abril e maio deste ano, a Open Knowledge Brasil (OKBR) e a Diretoria de Análise de Políticas Públicas da FGV (DAPP) lançaram as edições brasileiras do Open Data Index (ODI). A partir do trabalho conjunto entre as duas instituições, foram construídos três levantamentos para o país: Open Data Index (ODI) Brasil, no nível nacional, e ODI São Paulo e ODI Rio de Janeiro, no nível municipal. Esses dois últimos índices fazem parte de uma iniciativa pioneira, já que, pela primeira vez, o Brasil teve ODIs locais, além do levantamento na esfera federal.

Decidimos ampliar o índice para outras cidades do Brasil. Para isso, estamos mapeando grupos de pessoas e organizações interessadas em realizar o levantamento Índice de Dados Abertos em outras cidades do país. Os candidatos precisam preencher a enquete “Você quer construir o Índice de Dados Abertos da sua cidade?”. A ideia é ampliar a abrangência da pesquisa e, principalmente, conhecer melhor a situação das políticas de transparência e Dados Abertos em outros municípios brasileiros. Uma agenda importante no contexto que vivemos.

A pesquisa estará disponível até o dia 30/06.

Entenda o Índice de Dados Abertos

O objetivo do Índice de Dados Abertos é avaliar o estado da política de dados abertos de cada país ou cidade, levando em consideração todas as suas características: o tipo de dado que é divulgado, os formatos, a facilidade de acesso e a transformação dos dados em informação, entre outras.

Ele avalia diversas dimensões, tais como finanças públicas, dados socioeconômicos, legislativos e eleitorais, serviços públicos, informações geolocalizadas e indicadores ambientais. O índice oferece um parâmetro de referência sobre a capacidade dos governos de fornecer dados abertos, apresentando essa informação de forma clara, fácil entendimento e usabilidade.

Como começou

Na segunda metade de 2016, a FGV/DAPP firmou uma parceria com a Open Knowledge Brasil com o objetivo de contribuir para o levantamento anual das informações do Índice de Dados Abertos nacional e para detalhar e aprimorar a metodologia do índice aplicado em nível subnacional – cidades.

Esse é um projeto pioneiro na promoção da transparência nos municípios brasileiros, uma vez que o índice pode ser utilizado como ferramenta de avaliação e identificação de gargalos, para orientar os municípios em relação ao aprimoramento de suas políticas de dados abertos. A parceria entre OKBR e FGV/DAPP busca contribuir para que os municípios tenham ferramentas capazes de aumentar a eficácia de suas políticas de transparência e dados abertos e sua capacidade de resposta e diálogo com os cidadãos.

8 thoughts on “Você quer construir o Índice de Dados Abertos da sua cidade?”

    1. Lidero o Laboratório de Pesquisa Growing with Applied Modeling and Multivariate Analysis (Gamma) da Universidade Federal da Bahia. E gostaria de saber como podemos contribuir para a pesquisa.

      1. Olá, Karla

        Tudo bem? Que bacana que vocês gostariam de contribuir com a pesquisa! Neste momento, como estamos em fase de mapeamento de pessoas e organizações, precisamos que colaborem preenchendo a nossa pesquisa (no link a seguir: https://eokoe2.typeform.com/to/JQaCKw). Em breve, manteremos vocês informados sobre os próximos passos. :) Por favor, qualquer dúvida é só falar. Abraços! Equipe OKBR

    1. Oi, Alessandra

      Tudo bem?

      A fase atual do projeto é focada em mapear pessoas interessadas em participar. Podem participar: pessoas que façam parte de grupos ou organizações da sociedade civil. Os grupos locais terão autonomia para decidir se serão voluntários ou vão buscar recursos. Não teremos recursos financeiros da Open Knowledge Brasil disponíveis para os interessados. Por favor, qualquer dúvida é só falar. Abraço! Equipe OKBR

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *