Sites testam o LIBRE, projeto de microfinanciamento de conteúdos

Arte com logo do site Aos Fatos.

Print da home do site Aos Fatos. Foto: Reprodução.

A Open Knowledge Brasil (OKBR) e o Estúdio Fluxo, com desenvolvimento do AppCívico, lançaram o LIBRE no dia 12 de agosto de 2017. Trata-se de uma ferramenta de microfinanciamento de conteúdos que pretende aproximar veículos digitais e o público interessado em valorizar e sustentar o jornalismo e conteúdos de qualidade. O momento agora é de testes e ajustes para o melhor funcionamento da iniciativa. .

O LIBRE foi desenhado e programado especificamente para o universo da mídia digital e funciona por meio de um botão inserido diretamente em posts e em conteúdos jornalísticos. A partir dele, o público pode doar pequenos valores diretamente ao veículo ou ao autor do material em questão.

No lugar de assinaturas, crowdfundings ou doações mensais aos veículos, o LIBRE permite que o público possa contribuir de acordo com a relevância do conteúdo e a diversidade de sua dinâmica de consumo de informação.

Versão Beta

A ferramenta está aberta para o cadastro de veículos e jornalistas interessados em utilizar a tecnologia, que está em versão beta. Nesta primeira fase do projeto, ela funciona com planos mensais para o público que poderá distribuir seus créditos entre os veículos e sites parceiros. Os portais Gastrolândia, Aos Fatos, o Gênero e Número e o Vá de Bike são alguns dos veículos que estão testando a plataforma nessa fase piloto.

Para William Cruz, do Vá de Bike, o projeto é uma forma simples dos leitores ajudarem a manter a imprensa independente atuante, de forma coletiva e com pequenas doações individuais. “É um incentivo a que bons trabalhos continuem sendo desenvolvidos, pois manter esses projetos operando não é fácil, sendo muitas vezes custeados com recursos pessoais dos editores”, diz.

Tai Nalon, do Aos Fatos, compartilhou o motivo da equipe do site ter adotado o Libre. “Nós acreditamos no Libre porque acreditamos que o leitor deve participar do processo de produção do jornalismo na sua maneira mais íntima: o financiamento. Só com uma gama de financiadores bastante plural o jornalismo pode se dizer verdadeiramente independente e livre de pressões que visam constranger o ofício. O Libre ajuda nessa busca e na ampliação do pensamento de que o jornalismo deve ser financiado pelo público para que ele se torne, de fato, um serviço público”, afirma.

Você tem um site e tem interesse de testar a ferramenta também? Preparamos um material com as instruções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *