Decálogo liberal

Talvez a essência do pensamento liberal possa ser colocada num novo decálogo, não para substituir o anterior, mas para complementá-lo. Os dez mandamentos que, como um professor, eu gostaria de promulgar, podem ser colocados como se segue:

  1. Não tenha certeza absoluta de nada.
  2. Não considere que valha a pena proceder escondendo evidências, pois as evidências inevitavelmente virão à luz.
  3. Nunca tente desencorajar o raciocínio, pois com ele certamente você terá sucesso.
  4. Quando você encontrar oposição, mesmo que seja de seu marido ou de suas crianças, esforce-se para superá-la pelo argumento, e não pela autoridade, pois uma vitória dependente da autoridade é irreal e ilusória.
  5. Não tenha respeito pela autoridade dos outros, pois há sempre autoridades contrárias a serem achadas.
  6. Não use o poder para suprimir opiniões que considere perniciosas, pois as opiniões irão suprimir você.
  7. Não tenha medo de possuir opiniões excêntricas, pois todas as opiniões hoje aceitas foram um dia consideradas excêntricas.
  8. Encontre mais prazer em desacordo inteligente do que em concordância passiva, pois, se você valoriza a inteligência como deveria, o primeiro será um acordo mais profundo que a segunda.
  9. Seja escrupulosamente verdadeiro, mesmo que a verdade seja inconveniente, pois será mais inconveniente se tentar escondê-la.
  10. 10. Não tenha inveja daqueles que vivem num paraíso dos tolos, pois apenas um tolo o consideraria um paraíso.

Por Betrand Russell.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *